Insulfilm

Por vivermos em um país tropical, a película fumê (vulgo insulfilm) se popularizou rapidamente por aqui. Isso porque, além da questão estética, ela ajuda a reduzir o calor e a luminosidade dentro do carro, melhorando a eficiência do ar condicionado. Com isso, ela protege o estofamento e nossa pele dos raios nocivos do sol, também proporcionando, de bônus, mais privacidade ao motorista. No Brasil, hoje é permitido utilizar o filme fumê com 75% de visibilidade no para-brisa do carro, 70% nos vidros dianteiros laterais e 28% nos vidros laterais traseiros e no vidro de trás.

Já as películas de segurança têm como principal função frustrar a ação de marginais que quebram os vidros do veículo para roubar algum pertence. (Elas podem ser transparentes ou fumês.) Normalmente os bandidos agem durante engarrafamentos, observando motoristas desatentos e com pertences à mostra em cima dos bancos. Utilizam pedras, velas de carro ou pedaços de ferro para estourar os vidros. A película antivandalismo é a melhor solução para minimizar os riscos numa situação dessas, podendo fazer até mesmo com que o ladrão desista diante da dificuldade. Ela reforça o vidro em até dez vezes dependo da espessura da película, impedindo também que o material se despedace em cima do motorista — é uma defesa e tanto contra o golpe de um criminoso. Se instalada a opção fumê, ela bloqueia até 99% dos raios nocivos do sol e rejeita 79% do calor produzido por ele, reduzindo o esforço do ar condicionado.

Sempre foi dito que o filme fumê sozinho previne a ação de marginais, por não saberem o que vão encontrar dentro do veículo ou se o motorista é homem ou mulher. Concordo, mas analisemos os fatos. Quem não conhece ao menos uma pessoa que já foi assaltado no transito e que tinha insulfilm nos vidros do carro? Eu conheço pelo menos uma dúzia. Portanto, acredito que funcionou no começo, quando o negócio não era moda. Outro ponto a se discutir é a situação em que o assaltante entra no carro, como num sequestro relâmpago. Com o vidro escuro ninguém poderá perceber a ação dos bandidos. Mesmo se passar por um policial, dificilmente ele notará algo estranho.

Outro dado importante é que a quebra de um vidro e o roubo de um objeto do veículo leva, em média, menos de 5 segundos. A polícia acredita que um retardo de 10 segundos, coisa que a película antivandalismo pode proporcionar, é o suficiente para desencorajar um bandido. Então ok, sabemos que ela pode ser útil — mas até que ponto é bom ter uma película de segurança fumê? Talvez a transparente seja mais adequada? Eu fico com esta segundo opção. E você?

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário